Auxílio Emergencial: 2 novos sites vão oferecer resposta do pedido de R$600, veja quais são.

Anúncios

O Governo Federal disponibilizou um novo site para quem deseja acompanhar a situação do pedido para recebimento do benefício liberado desde abril.

Quem tem direito ao auxílio emergencial de R$600 tem uma novidade a partir desta semana. Acontece que o Governo Federal disponibilizou um novo site para quem deseja acompanhar a situação do pedido para recebimento do benefício liberado desde abril.

No site, o beneficiário poderá acompanhar todo o detalhamento do pedido, bem como os resultados, datas de recebimento e envio dos dados pela Caixa à Dataprev (e vice-versa). Além disso, em caso de benefício negado, o beneficiário poderá saber o porquê.  A análise da segunda solicitação também poderá ser conferida.

Anúncios

Agora, além do site da Caixa, a consulta também poderá ser feita nos seguintes locais: www.cidadania.gov.br/consultaauxilio ou consultaauxilio.dataprev.gov.br. Para fazer consulta, o cidadão deverá informar o CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.

“O objetivo é dar transparência ao procedimento de análise, processamento, homologação e pagamento do benefício”, disse a Dataprev.

De acordo com informações da Caixa, desde o dia 09 de abril, quando os pagamentos do auxílio emergencial foram iniciados, a Caixa Econômica Federal  (CEF) efetuou o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 para 50 milhões de brasileiros, o que resulta em um total de R$ 35,5 bilhões no total.

Até o momento, 49,7 milhões de brasileiros já concluíram o cadastro no site e no aplicativo, através do qual informais, autônomos, desempregados e MEIs podem solicitar o benefício.

O site oficial de cadastro, o “auxilio.caixa.gov.br”, já superou a marca de 539,3 milhões de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 107,9 milhões de ligações. Além disso, já foram feitos:

  • 70,4 milhões de downloads do aplicativo Auxílio Emergencial Caixa
  • 68,9 milhões de downloads do aplicativo Caixa Tem (para movimentação da poupança digital).
  • Balanço do auxílio emergencial divulgado pela DATAPREV
  • Segundo informações da Dataprev, órgão público que tem a responsabilidade de analisar os cadastros do auxílio emergencial de R$600, dos 96,9 milhões de CPFs enviados à Caixa Econômica Federal para recebimento do benefício, 50,52 milhões atenderam aos critérios da lei e foram liberados para receber o benefício, o que equivale a cerca de 52,1% do total.

O auxílio emergencial é uma das medidas adotadas pelo Governo Federal com o objetivo de amenizar os impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Ainda de acordo com dados da Dataprev, que faz os registros dos pedidos junto ao Ministério da Cidadania, cerca de 33,8% dos cadastros não foram aceitos e não vão poder receber o benefício, o que equivale a 32,77 milhões de pessoas. Há, ainda, 13,67 milhões (o equivalente a 14,1%), que foram classificados como inconclusivos, por falta de informação nos cadastros.

Os dados divulgados são proveniente de resultados dos cadastros realizados pelos brasileiros entre os dias 07 e 22 de abril. Toda situação cadastral poderá ser acompanhada pelo aplicativo ou site oficial.  Quem discordar do resultado da análise poderá solicitar novo cadastro.

O levantamento feito abrange três tipos de grupos. Todos têm o direito ao auxílio emergencial:

Microempreendedores individuais (MEIs), contribuintes individuais (CIs) e trabalhadores informais)
Inscritos no Cadastro Único e beneficiados pelo Programa Bolsa Família
Inscritos no CadÚnico e não beneficiados pelo programa de transferência de renda.

GRUPO 1 – MEIs, CIs e também os informais (aplicativo e site oficial da Caixa)

  • Cadastros efetuados: 46 milhões
  • Cadastros processados: 44,9 milhões (97,7%)
  • CPFs Elegíveis: 20,52 milhões CPFs
  • Inelegíveis: 10,77 milhões CPFs
  • Inconclusivos (precisam fazer revisão cadastral): 13,67 milhões

GRUPO 2 – (Cadastro Único e beneficiários do Programa Bolsa Família)

  • Cadastros efetuados: 19,9 milhões
  • Cadastros processados: 19,9 (100%)
  • CPFs Elegíveis: 19,2 milhões (41,8 milhões de pessoas beneficiadas)
  • CPFs Inelegíveis: 0,7 milhões
  • Número registra os CPFs elegíveis + membros das famílias

GRUPO 3 – (Cadastro Único e não beneficiários do Programa Bolsa Família)

  • Cadastros efetuados: 32,1 milhões
  • Cadastros processados: 32,1 (100%)
  • CPFs Elegíveis: 10,8 milhões. (21,6 milhões de pessoas beneficiadas)
  • CPFs Inelegíveis: 21,3 milhões
  • Número computa os CPFs elegíveis + membros das famílias

Caixa diz que não vai fazer pagamento do Bolsa Família junto com auxílio de R$600

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, em entrevista à CNN Brasil, disse que o banco não deseja que os pagamentos da segunda parcela do auxílio emergencial aconteçam no fim do mês, quando também acontece o pagamento do Bolsa Família. No entanto, o mandatário da CEF diz que a ideia ainda precisa ser discutida com o ministro da economia, Paulo Guedes e o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Um dos motivos das enormes filas nas agências da Caixa na semana passada foram os pagamentos simultâneos. Para Guimarães, os brasileiros “humildes” estão procurando a Caixa porque não entendem como funciona o sistema bancário.

“São 30 milhões de brasileiros que estão tendo conta pela primeira vez e nessa parte da população há uma necessidade de ajuda porque a grande maioria tem dificuldade em entender um aplicativo”, afirma o ministro.

Ainda, Guimarães afirmou que hoje, como no sábado, as agências da Caixa têm “menos filas, que estão andando mais rápida”. Ele ainda celebrou a decisão de abrir as agências mais cedo.

“A grande maioria [das agências] fecha às 14h, mas se houver movimento, continuamos a atender, muitas vezes até depois das 16h, quando o movimento é muito grande”, afirmou Pedro Guimarães.

Como pedir o auxílio, Os trabalhadores poderão solicitar o auxílio emergencial de R$600 das seguintes formas:

Acesse aqui para entrar pelo (site), Clique aqui para baixar o aplicativo para Playstore (celulares Android), Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares da Apple).

Anúncios

1. O cidadão, no primeiro momento, deve acessar a página inicial oficial do site da Caixa;
2. Na página seguinte, são mostrados os requisitos necessários para ter direito ao auxílio emergencial de R$600 a R$1.200;
3. Após isso, o trabalhador informal deve preencher dados como nome completo, CPF e data de nascimento;
4. Logo após, será necessário o preenchimento do número do celular para recebimento de um código de verificação por SMS;
5. Assim chegar por SMS, o código de verificação deve ser colocado no campo “código recebido”;
6. Feito isso, o cidadão deverá informar a renda, o ramo de atividade (as opções oferecidas pelo sistema são Agricultura e Pecuária, Extrativismo/Pesca, Comércio, Produção de Mercadorias, Prestação de serviços, Trabalho Doméstico, Outros), estado e cidade;
7. Em seguida, o trabalhador escolhe se quer receber em conta já existente ou criar uma poupança digital;
8. O trabalhador poderá escolher se deseja receber o valor do auxílio em uma conta já existente ou criar uma poupança digital;
9. Após informar a opção, trabalhador deve fornecer seu documento (RG ou CNH;
10. Em seguida vêm os dados fornecidos pelo trabalhador;
11. Na tela final, aparece o aviso de que o pedido do auxílio emergencial está em análise.

Compartilhar

Deixe um comentário