Auxílio Emergencial exclui 922 mil beneficiários do Bolsa Família

Anúncios

O Auxílio Emergencial exclui 922 mil beneficiários do Bolsa Família para primeiro pagamento do R$300 reais.

A primeira parcela do auxílio emergencial de R$300 começou a ser paga recentemente para os beneficiários do Bolsa Família. Dentro desse grupo, o governo bloqueou o pagamento para 922.600 beneficiários em agosto. A informação foi divulgada pelo Ministério da Cidadania.

Segundo o ministério, a recomendação de cancelamento e suspensão de cadastros foi feita pela Controladoria-Geral da União (CGU). A CGU fez a recomendação de cancelamento de 613.190 benefícios e a suspensão de outros 309.503. A recomendação aconteceu após a CGU identificar indícios de que esses beneficiários não cumprem mais os requisitos para receber o auxílio emergencial.

Com o corte, o governo deixou de gastar ao menos R$ 550 milhões do orçamento que seria destinado ao auxílio. As liberações, segundo o Ministério da Cidadania, devem acontecer ainda em setembro.

Anúncios

O governo pretende adicionar ao pagamento de setembro, que é de R$ 300, o valor que pode ser sido bloqueado em agosto, de R$ 600, após a revisão do auxílio. Mães chefes de família receberam R$ 1,2 mil em agosto e receberão R$ 600 nas quatro parcelas adicionais.

De acordo com o Ministério da Cidadania, aqueles que tiveram o pagamento suspenso, mas ainda cumprem aos requisitos, deverão receber ainda em setembro o valor retroativo que não foi pago em agosto.

Anúncios

Já o grupo que teve o auxílio emergencial cancelado continua inscrito no Bolsa Família e agora recebe o pagamento referente a agosto e setembro. Não foi divulgado o número de cadastros bloqueados de forma definitiva.

Compartilhar

Deixe um comentário